Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/44057
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2022_ManoellaBeatrizdeSousaOteroCarvalheiro.pdf4,94 MBAdobe PDFView/Open
Title: O espaço e o lugar do trabalhador da construção no Setor Noroeste em Brasília, Distrito Federal
Authors: Carvalheiro, Manoella Beatriz de Sousa Otero
metadata.dc.contributor.email: oterocarval@gmail.com
Orientador(es):: Araújo Sobrinho, Fernando Luiz
Assunto:: Territorialização
Trabalhadores urbanos
Construção civil
Subsetor de edificações
Reprodução capitalista
Issue Date: 1-Jul-2022
Citation: CARVALHEIRO, Manoella Beatriz de Sousa Otero. O espaço e o lugar do trabalhador da construção no Setor Noroeste em Brasília, Distrito Federal. 2022. 170 f., il. Dissertação (Mestrado em Geografia) — Universidade de Brasília, Brasília, 2022.
Abstract: A pesquisa apresentada busca analisar a dinâmica espacial e temporal da territorialização do trabalhador no ramo da construção civil de edificações através do caso da criação do bairro "nobre" e central Setor Noroeste em Brasília-DF. A análise é conduzida pela teoria de Henri Lefebvre (1974) sobre a Produção do Espaço dividindo a leitura do espaço social em três planos: espaço percebido, espaço concebido e espaço vivido. Em complemento dos planos analíticos, o estudo foi estruturado através de três categorias espaciais e sociais que dizem respeito ao trabalhador em geral: periferização, mobilidade e condição social e econômica. O cruzamento desses eixos orientou a formulação de questionários aplicados a mais de 200 trabalhadores no bairro Setor Noroeste. Foram gerados blocos temáticos para a coleta de informações sobre: local de moradia, distância moradia-trabalho, exclusão territorial, segregação espacial, Direito à Cidade, práxis espacial, duração da jornada de trabalho, tempo de deslocamento, sobrecarga e desgaste físico, baixa remuneração, classe social, "exclusivismo" urbano, especulação imobiliária e alienação do trabalhador ao bem produzido pelo seu serviço. Os resultados expõem a conformação capitalista do subsetor econômico de edificações, retratando os mecanismos de exploração de mão-de-obra, redução de custos e geração de mais-valia pelo discurso de atributos. Além de situar o sistema de política territorial exclusivista no contexto histórico e cultural da urbanização brasileira, foram identificados alguns efeitos, conexões e desdobramentos sociais e espaciais deste: periferização como consequência da baixa renda praticada no subsetor de edificações, jornada dobrada pelo tempo de deslocamento da moradia distante, impedimento de qualificação pela privação de tempo, valorização do bairro pela exclusão social, mais-valia pela desvalorização e segregação do trabalhador, mais-valor pela produção de baixa qualidade vendida como alto-padrão e reprodução do capital pela obsolescência programada do produto.
Abstract: The submitted research seeks to analyse the spatial and temporal dynamics of the territorialization of construction workers, specifically in housing sites, based on the case of the surging high-end neighbourhood Setor Noroeste, in the central area of Brazil's capital - Brasília. The study follows Henri Lefebvre's theory on the Production of Space (1974) dividing the analysis of social space in three dimensions: perceived space, conceived space and lived space. Combined with these three levels, the research was structured by three spatial and social categories, that usually regard common workers: periferization, mobility and socio-economic conditions. The combination of these settings steered the formulation of the questionnaire applied to more than 200 workers on site. The survey was based on the following thematic groups: living place, distance between home and work, territorial exclusion, spatial segregation, Right to the City, spatial praxis, length of the work day, travel time, physical overload and burn-out, low wages, social stratum, urban "exclusivity", real estate speculation and worker alienation to the product of their labour. The findings expose the capitalist traits of the economic subsector of building construction, portraying the mechanisms of worker exploitation, cost reduction and surplus value generation based on a "features" discourse. In addition of placing the exclusivist system of territorial policy in its historical and cultural context in brazilian urbanisation, the study identifies the repercussions on social and spatial standings of the latter on building construction workers: peripheralization as a consequence of the subsector's low wages, double journey due to the length of displacement time of distant dwelling, impediment on further qualification due to time deprivation, over value of neighbourhood through social exclusion, over value based on worker underlying and segregation, added value through low quality product sold as high-end and capitalist reproduction based on product planned obsolescence.
Description: Dissertação (mestrado) — Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, Programa de Pós-graduação, 2022.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:GEA - Mestrado em Geografia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/44057/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.