Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/44465
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2022_MarcusViniciusdeLiraNogueira.pdf2,13 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorNardoto, Gabriela Bielefeld-
dc.contributor.authorNogueira, Marcus Vinicius de Lira-
dc.date.accessioned2022-08-09T21:55:12Z-
dc.date.available2022-08-09T21:55:12Z-
dc.date.issued2022-08-09-
dc.date.submitted2022-04-25-
dc.identifier.citationNOGUEIRA, Marcus Vinicius de Lira. Relação dos atributos do solo, matéria orgânica e susceptibilidade magnética em uma topossequência no Estado do Rio Grande do Sul. 2022. 87 f., il. Dissertação (Mestrado em Ecologia) — Universidade de Brasília, Brasília, 2022.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unb.br/handle/10482/44465-
dc.descriptionDissertação (mestrado) — Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2022.pt_BR
dc.description.abstractO processo de formação de solos é fundamental para a dinâmica de matéria orgânica nos ecossistemas. As principais propriedades fisico-químicas dos solos possuem relação direta com a rocha original, que impactará na textura, e, por conseguinte, na mineralogia do solo, com o regime climático, que causará o processo de intemperismo, e com o relevo, que acomoda o produto do intemperismo e define o grau de desenvolvimento do solo. A mineralogia do solo desempenha certa influência na dinâmica da matéria orgânica do solo, já que, por meio das propriedades físico-químicas dos minerais, auxilia na estabilização da matéria orgânica. Cada tipo de solo possui uma gama de minerais diferentes, e cada mineral interage de forma diferente com a matéria orgânica. A relação entre solo e paisagem é íntima, pois o solo molda a paisagem diretamente ou indiretamente, enquanto que a paisagem, por meio do relevo, é responsável por acomodar e movimentar o solo, ditando diferentes propriedades em solos de uma mesma paisagem. Desta forma, estudar o solo por meio da relação solo-paisagem significa estudar a relação entre a mineralogia e dinâmica da matéria orgânica do solo. Foi utilizado como modelo de estudo uma topossequência de aproximadamente 1.400 km2, com solos coletados em duas profundidades diferentes em pontos de altitude entre 20-1280 metros, localizada no estado brasileiro do Rio Grande do Sul, com o objetivo de estudar a relação solo-paisagem para os solos desse estado. Para tanto, foram efetuadas análises isotópicas e susceptibilidade magnética com amostras de diversos pontos do estado, comparando esses resultados atuais com resultados já obtidos e publicados utilizando dessas mesmas amostras. Foram encontrados valores de 15N entre 3,2 e 7,3‰ e 6,3 e 9,2‰, nas vegetações de estepe e floresta no intervalo de 0-5cm, respectivamente, e entre 5,5 e 9,3‰ e 6,8 e 9,4‰, nas vegetações de estepe e floresta no intervalo de referente ao horizonte A, respectivamente. Os valores de da razão C/N estiveram entre 11,7 e 13,8 e 9,1 e 13,5 nas vegetações de estepe e floresta no intervalo de 0-5cm, respectivamente, e entre 10,1 e 14,1 e 8,6 e 12,8 nas vegetações de estepe e floresta no intervalo do horizonte A, respectivamente, indicando que há uma mineralização da matéria orgânica. A suscetibilidade magnética foi bem variável, mas com os maiores valores estando presentes nos solos com uma maior quantidade de óxidos ferrosos no solo. O 15N também foi mais alto nos pontos em que haviam mais óxidos ferrosos no solo, indicando que esses óxidos impactam na estabilização da matéria orgânica do solo. Por fim, foi observado uma relação positiva entre a suscetibilidade magnética e a análise isotópica, com os pontos de alta sendo os mesmos tanto no 15N quando no magnetismo em baixa frequência, um indicativo que esta relação pode ser usada como um proxy da dinâmica da matéria orgânica desses solos.pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleRelação dos atributos do solo, matéria orgânica e susceptibilidade magnética em uma topossequência no Estado do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.keywordSolos - paisagempt_BR
dc.subject.keywordMineralogia do solopt_BR
dc.subject.keywordMatéria orgânica do solopt_BR
dc.subject.keywordIsótopos estáveispt_BR
dc.subject.keywordSusceptibilidade magnéticapt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1The process of soil formation is fundamental to the dynamics of organic matter in ecosystems. The main physicochemical properties of soils are directly related to the parent rock, which influences the texture and thus the mineralogy of the soil, to the climate, which causes the weathering process, and to the relief, which absorbs the weathering product and determines the degree of soil development. The mineralogy of the soil has some influence on the dynamics of the organic matter in the soil, as it contributes to the stabilization of the organic matter through the physicochemical properties of the minerals. Each soil type has a number of different minerals, and each mineral interacts differently with the organic matter. The relationship between soil and landscape is close because soil shapes the landscape directly or indirectly, while the landscape is responsible for the absorption and movement of soil through relief and prescribes different properties to soils in the same landscape. Thus, studying soil through the relationship between soil and landscape means studying the relationship between soil mineralogy and organic matter dynamics. A topossequence of about 1400 km2 with soils collected at two different depths at elevations ranging from 20 to 1280 meters was used as a study model in the Brazilian state of Rio Grande do Sul to investigate the relationship between soil and landscape for the soils of this state. For this purpose, isotopic analyzes and magnetic susceptibility were performed with samples from different points of the state and the current results were compared with previously obtained and published results with the same samples. The 15N values were between 3.2 and 7.3‰ and 6.3 and 9.2‰ in the steppe vegetation and forest at 0-5cm, respectively, and between 5.5 and 9.3‰ and 6.8 and 9.4‰ in the steppe vegetation and forest at the A horizon, respectively. The C/N ratio values were between 11.7 and 13.8 and 9.1 and 13.5 in the steppe and forest vegetations at the 0-5cm interval, respectively, and between 10.1 and 14.1 and 8.6 and 12.8 in the steppe and forest vegetations at the A horizon interval, respectively, indicating that there is mineralization of organic material and a high amount of available N in the soil. Magnetic susceptibility was quite variable, with the highest values found in the soils with a higher percentage of iron oxides in the soil. The 15N value was also higher in the places where there were more iron oxides in the soil, suggesting that these oxides affect the stabilization of organic matter in the soil. Finally, a positive relationship was observed between magnetic susceptibility and isotopic analysis, with high points being the same for both 15N and low frequency magnetism, suggesting that magnetic susceptibility can be used as a proxy for the organic matter dynamics of these soils.pt_BR
Appears in Collections:ECL - Mestrado em Ecologia (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/44465/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.