Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/43872
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2022_GabrielaRodriguesdeMoraes.pdf2,42 MBAdobe PDFView/Open
Title: Trabalho doméstico assalariado e a dialética das relações coloniais : percepção de trabalhadoras domésticas no Distrito Federal
Authors: Moraes, Gabriela Rodrigues de
metadata.dc.contributor.email: gabriela-rm@hotmail.com
gabih.rm@gmail.com
Orientador(es):: Pereira, Lucélia Luiz
Assunto:: Trabalho doméstico
Trabalhadoras domésticas
Dialética colonial
Desigualdade social
Issue Date: 1-Jun-2022
Citation: MORAES, Gabriela Rodrigues de. Trabalho doméstico assalariado e a dialética das relações coloniais: percepção de trabalhadoras domésticas no Distrito Federal. 2022. 144 f., il. Dissertação (Mestrado em Política Social) — Universidade de Brasília, Brasília, 2022.
Abstract: O objetivo dessa dissertação de mestrado foi identificar como o modo de produção capitalista moderno se articula dialeticamente com relações coloniais na contemporaneidade para a reprodução do trabalho doméstico e suas dimensões servis e também da superexploração das trabalhadoras domésticas. Para isso, foi usado como lócus privilegiado de compreensão do trabalho doméstico, 9 (nove) entrevistas com trabalhadoras domésticas de São Sebastião (periferia do Distrito Federal), que contaram suas percepções sobre essa profissão. Além disso, foi realizada a revisão bibliográfica da literatura especializada do tema para fundamentação teórica do trabalho doméstico. A dissertação partiu da noção crítica da modernidade assentada no colonialismo para afirmar que ao se falar das relações que permeiam o trabalho doméstico no Brasil, não se trata de um fenômeno arcaico, mas sim da modernidade capitalista e fundamentalmente colonial. A dialética colonial é, assim, a síntese das características e tendências históricas que ocorrem no interior do trabalho doméstico. Em busca de identificar a forma como o capitalismo reproduz essa dialética colonial, as entrevistas subsidiaram as reflexões teóricas e possibilitaram a compreensão do trabalho doméstico como um trabalho que, no seu interior, possui relações trabalhistas fortemente informadas pelo passado colonial e escravista brasileiro. possuindo assim características que informam sua dimensão servil e a superexploração de trabalhadoras domésticas no Brasil. Essas características conformam os processos de precarização da profissão que possui baixa remuneração e prestígio social, jornadas extensivas de trabalho e, por fim, baixa formalização trabalhista – resultando em um acesso restrito aos direitos que derivam da formalização do trabalho.
Abstract: The objective of this masters dissertation was to identify how the modern capitalist mode of production is dialectically articulated with colonial relations in contemporary times for the reproduction of domestic work and its servile dimensions and also of the super-exploitation of domestic workers. For this, it was used as a privileged locus of understanding of domestic work, 9 (nine) interviews with domestic workers from São Sebastião (outskirts of the Federal District), who told their perceptions about this profession. In addition, a bibliographic review of the specialized literature on the subject was carried out for the theoretical foundation of domestic work. The dissertation started from the critical notion of modernity based on colonialism to affirm that when talking about the relationships that permeate domestic work in Brazil, it is not an archaic phenomenon, but capitalist and fundamentally colonial modernity. Colonial dialectics is, therefore, the synthesis of the historical characteristics and trends that occur within domestic work. In an attempt to identify the way in which capitalism reproduces this colonial dialectic, the interviews supported the theoretical reflections and made it possible to understand domestic work as a work that, in its interior, has labor relations strongly informed by the Brazilian colonial and slaveholding past. thus possessing characteristics that inform its servile dimension and the super-exploitation of domestic workers in Brazil. These characteristics shape the processes of precariousness of the profession that has low remuneration and social prestige, extensive working hours and, finally, low formalization of work – resulting in a restricted access to the rights that derive from the formalization of work.
Description: Dissertação (mestrado) — Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Serviço Social, Programa de Pós-Graduação em Política Social, 2022.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:SER - Mestrado em Política Social (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/43872/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.