Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/43744
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2022_FernandoRodriguesdeCastro.pdf3,81 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorDantas, Otília Maria Alves da Nóbrega Alberto-
dc.contributor.authorCastro, Fernando Rodrigues de-
dc.date.accessioned2022-05-18T22:38:39Z-
dc.date.available2022-05-18T22:38:39Z-
dc.date.issued2022-05-18-
dc.date.submitted2022-03-11-
dc.identifier.citationCASTRO, Fernando Rodrigues de. Formação docente a distância: caminhos e desafios na cibercultura. 2022. 121 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação) — Universidade de Brasília, Brasília, 2022.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unb.br/handle/10482/43744-
dc.descriptionDissertação (mestrado) — Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2022.pt_BR
dc.description.abstractEste estudo dissertativo problematiza as contradições existentes no uso da EaD e investiga caminhos para o desenvolvimento desta modalidade de ensino na formação docente a partir das seguintes questões da pesquisa: a modalidade de educação a distância é suficientemente capaz de promover uma formação emancipadora? Como e quais problemas têm sido percebidos entre as potencialidades e as distorções desta modalidade na realidade brasileira? O estudo tem como objetivo geral compreender os caminhos e desafios de uma formação docente a distância em curso de licenciatura, no âmbito da UAB. A fundamentação teórica analisa a educação a distância e a formação de professores nesta modalidade a partir da sociedade em rede de Manuel Castells (1999), constituída no âmbito da Cibercultura de Pierre Levy (1999) e inserida no processo de globalização estudado por Milton Santos (2009). Na procura por elementos que contextualizem uma formação emancipadora no âmbito do sistema Universidade Aberta do Brasil, suas iniciativas de aprendizagem e uma proposta de socialização em rede nas práticas de professores atuantes neste sistema, foram percorridos caminhos metodológicos para o entendimento de como estas ações se relacionam e como estão conectadas à fundamentação teórica em estudo. Por meio de uma análise dialética da realidade, fundamentada em uma proposta de pesquisa qualitativa, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com os sujeitos de pesquisa, assim como foi analisado o projeto político pedagógico de curso, ambos constituintes do curso de licenciatura em Pedagogia a distância, da Universidade de Brasília, ofertado por este sistema. Os resultados apontam para os seguintes aspectos: mesmo envolta em contradições persistentes, a educação a distância se apresenta como uma modalidade de ensino viável para a formação de professores em torno de uma prática transformadora, que deve ser concebida para esta finalidade desde a elaboração do Projeto Político Pedagógico de Curso, com suas intencionalidades efetivamente descritas, até a prática docente por meio da tecnologia como fundamento didático. O caminho para uma formação emancipadora perpassa justamente pela conexão entre o pensado e o concreto, de modo dialógico, valorizando o polo presencial como ponto de encontro, e contextualizado pela prática do uso da tecnologia como instrumento de tradução de um mundo ainda em exploração na educação.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleFormação docente a distância : caminhos e desafios na ciberculturapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.keywordProfessores - formaçãopt_BR
dc.subject.keywordEmancipaçãopt_BR
dc.subject.keywordCiberculturapt_BR
dc.subject.keywordSociedade em redept_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1This study questions the contradictions in the utilization of the distance education and also inquires ways to develop this learning method in the teachers training from the following questions: Is the distance education capable to foster an emancipatory formation?; and which issues have been noticed amidst the potencialities and distortions of this teaching method? In a broader view, this study has as a goal understanding the pathways and challenges of the teachers training through distance education during the graduation course having the Open University of Brazil, as its field of research. In its theoretical background, this study analyzes the distance education and the teachers training through this method from Manuel Castells’ “network society”, a society which was composed in the scope of Pierre Levy’s cyberculture (1999) and was inserted into the globalization process examined by Milton Santos (2009). In the search of elements which contextualize an emancipatory formation in the scope of the Open University of Brazil system, learning initiatives, and network socialization proposition of the teachers in the analyzed field, this study took methodological directions towards the understanding of how these actions connect and how they are linked to the theoretical background of this study. By means of dialectical analysis of the reality, grounded on a qualitative research proposition, semi-structured interviews with the subjects were made, along with the analysis of the Course Political-Pedagogical Project, both of them fundamental to the graduation course of Pedagogy by distance education, at the Open University of Brazil. The results show the ensuing aspects: although covered by persistent contradictions, the distance education is an attainable learning method for the teachers training over a transformative practice. This transformative practice must be conceived for this intent, from the elaboration of the Course Political-Pedagogical Project, with its goals thoroughly described, until the teaching practice by means of technology as its educational foundation. The route towards an emancipatory formation goes exactly through the link between what is thought and what is done, in a dialogical manner, enriching the in loco point as a gathering spot contextualized by the usage of technology as a translation instrument of a world still in pursuing at the educational environment.pt_BR
Appears in Collections:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/43744/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.