Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/43614
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2022_ZoraYonaraTorresCosta.pdf2,16 MBAdobe PDFView/Open
Title: Educação profissional, permanência estudantil e desigualdades raciais e de gênero : o IFB-Gama
Authors: Costa, Zora Yonara Torres
Orientador(es):: Rodrigues, Marlene Teixeira
Assunto:: Educação profissional
Questão racial
Gênero
Política social
Assistência estudantil
Issue Date: 3-May-2022
Citation: COSTA, Zora Yonara Torres. Educação profissional, permanência estudantil e desigualdades raciais e de gênero: o IFB-Gama. 2022. 178 f., il. Tese (Doutorado em Política Social) — Universidade de Brasília, Brasília, 2022.
Abstract: Esta Tese de doutorado tem como objetivo investigar de que modo as dimensões racial e de gênero, identificadas como situação de vulnerabilidade social, se colocam no Auxílio Permanência Presencial, da Política de Assistência Estudantil, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília - campus Gama. Neste sentido, primeiramente resgatamos as memórias que compunham este debate, verificando que na educação profissional pública em 1909, ano em que foi criada, houve ingresso mínimo de estudantes negros/as. Outro ponto importante refere-se à rememoração antecessora à origem em 1909, pois, como podemos verificar, a formação da “colonialidade-modernidade” reverberou na dinâmica societária que se seguiu. Conforme podemos observar no decorrer da história, a desigualdade racial de cunho estrutural e suas contradições potencializaram e firmaram o viés racista-sexista-classista. A partir da expansão da rede de educação profissional houve mais oportunidades de acesso por parte da população negra e, assim, a presença de novos elementos para a materialização do debate. Partimos de dados relacionados à educação profissional e à questão racial, e compreendemos que raça, gênero e classe são categorias que se apresentam interseccionadas na formação social brasileira. Dessa maneira, o acesso (ingresso-permanência estudantil) da população negra à educação profissional acontece em meio a antagonismos societários que estão presentes nesta dinâmica, daí a importância das políticas de ações afirmativas e de assistência estudantil. De forma a atingir o objetivo da presente Tese, organizamos nossa pesquisa em 4 capítulos e considerações finais, a saber: 1) contextualização das mudanças recentes na educação profissional pública brasileira; 2) aproximação ao debate sobre racismo, sexismo, classismo e branquitude, a partir das categorias educação profissional pública, raça, gênero e interseccionalidade; 3) discussão sobre acesso, ingresso e permanência, tendo em perspectiva o auxílio permanência presencial; e 4) análise do programa Auxílio Permanência Presencial do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília, do campus Gama, com vistas a observar como a dimensões racial e de gênero se materializam nesse espaço. Sendo assim a presente pesquisa, a partir de uma postura crítica, volta-se ao passado de modo a compreender o que está posto no presente. Para tanto, nos valemos do método materialista histórico-dialético, de modo a evidenciar o que está nas entrelinhas do que foi pesquisado. Assim, pretendemos responder como as desigualdades racial e de gênero, identificadas como situações de vulnerabilidade social, emergem na Política de Assistência Estudantil. Elucidamos ainda que, para isso, nos aproximamos do objeto de pesquisa a partir de uma abordagem qualitativa, recorrendo, ainda, à análise documental. Importante dizer que nosso locus de pesquisa foi o espaço do IFB, campus Gama, em que fizemos o levantamento dos dados e documentos, reunindo informações de modo a trazer memórias para compreender o que está posto.
Abstract: The doctoral thesis aims to investigate how the racial and gender dimensions, identified as a situation of social vulnerability, are placed in the In-person Permanence Assistance, of the Student Assistance Policy, of the Federal Institute of Education, Science and Technology of Brasília - Gama campus. In this sense, we first rescued the memories that made up this debate, verifying that in public professional education in 1909, the year it was created, the entrance was minimal for black students in this period. Another important point refers to the predecessor remembrance of the origin in 1909, because as we can verify the formation of “colonialitymodernity” reverberated on the societal dynamics that followed. As we can see in the course of history, structural racial inequality and its contradictions have strengthened and established the racist-sexist-classist bias. From the expansion of the professional education network, there were more opportunities for access by the black population and thus the presence of new elements for the materialization of the debate. We start from data related to professional education and racial issues, and we understand that race, gender and class are categories that are intersected in Brazilian social formation. Thus, the access (student admission-stay) of the black population to professional education takes place during societal antagonisms that are present in this dynamic, hence the importance of affirmative action and student assistance policies. In order to achieve the objective of this thesis, we organized our research in 4 chapters and the final considerations, thus, 1) contextualization of recent changes in Brazilian public professional education; 2) approach to the debate on racism, sexism, classism and whiteness, based on the categories of public professional education, race, gender, and intersectionality; 3) discussion about access, admission and permanence, having in perspective the assistance permanence in person and; 4) analysis of the in-person permanence presence assistance program of the Federal Institute of Education, Science and Technology of Brasília, on the Gama campus, in order to observe how the racial and gender dimensions materialize in this space. Thus, the present research, from a critical stance, turns to the past in order to understand what is placed in the present, for that we make use of the methodology, starting from the historical-dialectical materialism, in order to highlight what is in the between the lines of what was researched. Thus, we intend to answer the question that guided this journey with regarding to how racial and gender inequalities, identified as a situation of social vulnerability, emerge in the Student Assistance Policy. We also clarify that for this we approach the research object with investigative techniques that supported us as documentary research, we use a qualitative approach, we also resort to document analysis. It is important to say that our research locus took place in the IFB space, Gama campus, where we collected data and documents, gathering information in order to bring back memories to understand what is being posted.
Description: Tese (doutorado) — Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Serviço Social, Programa de Pós-Graduação em Política Social, 2022.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:SER - Doutorado em Política Social (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/43614/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.