Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/43319
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2021_AlexandreArnsGonzales.pdf2,87 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVon Bülow, Marisa-
dc.contributor.authorGonzales, Alexandre Arns-
dc.date.accessioned2022-04-04T20:20:00Z-
dc.date.available2022-04-04T20:20:00Z-
dc.date.issued2022-04-04-
dc.date.submitted2021-12-15-
dc.identifier.citationGONZALES, Alexandre Arns. A economia política dos dados e eleições: “Peço teu voto e teus dados”. 2021. 258 f., il. Tese (Doutorado em Ciência Política) — Universidade de Brasília, Brasília, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unb.br/handle/10482/43319-
dc.descriptionTese (doutorado) — Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, Programa de Pós-Graduação em Ciência Política, 2021.pt_BR
dc.description.abstractA pergunta de pesquisa desta tese é: quais as implicações políticas do uso dos dados pessoais e comportamentais digitais dos eleitores para os processos eleitorais? Como resultado, esta tese identifica duas implicações decorrentes do fenômeno do uso dos dados pessoais e comportamentais digitais dos eleitores. Uma destas implicações é que o uso dos dados é sintoma de um fenômeno em que os processos eleitorais estão se configurando como elementos constituintes da organização das bases materiais e ideológicas da economia política dos dados. A outra implicação é a reconfiguração do tempo sobre o trabalho eleitoral. Historicamente, o trabalho eleitoral sempre atuou sobre a constituição de relações interpessoais com intuito da campanha eleitoral ter condições de obter informações sobre determinadas conjunturas eleitorais. A integração do processo eleitoral à base da economia política dos dados significa que a infraestrutura de serviços de mídias digitais assume um papel de intermediação na produção destas relações e, como consequência, acelera a dinâmica de coleta, processamento e análise dos dados dos eleitores no âmbito da campanha eleitoral. A metodologia desenvolvida para construção desta tese se baseia em uma análise comparada entre o processo eleitoral no Brasil, em 2018, e o processo eleitoral na Argentina, em 2019. A análise prioriza os atores envolvidos em campanhas presidenciais e parlamentares federais; e a justiça eleitoral de cada país. Ambas eleições integram o mesmo fenômeno, o desenvolvimento da economia política dos dados no século XXI, compondo um histórico de episódios eleitorais que influenciam e são influenciados pelo amadurecimento do imperativo da lógica de extração de dados. A coleta de informações para produção da análise da tese se baseou na realização de 26 entrevistas qualitativas com agentes envolvidos em ambos processos eleitorais. Os documento analisados foram as normas eleitorais, bem como normas relacionadas ao tema da proteção dos dados em cada país. A tese analisa também documentos do Google, Facebook e Twitter com relação à política destas empresas sobre as eleições.pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleA economia política dos dados e eleições : “Peço teu voto e teus dados”pt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.subject.keywordCapitalismo de vigilânciapt_BR
dc.subject.keywordEconomia políticapt_BR
dc.subject.keywordEleiçõespt_BR
dc.subject.keywordDados pessoaispt_BR
dc.subject.keywordProteção dos dadospt_BR
dc.subject.keywordDados comportamentais digitaispt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1The research question of this thesis is: what are the political implications of the use of voters' personaland behavioral digital data for electoral processes? As a result, this thesis identifies two implicationsarising from the phenomenon of the use of voters' personal and digital behavioral data. One of theseimplications is that the use of data is a symptom of a phenomenon in which electoral processes arebeing configured as constituent elements of the organization of the material and ideological bases of thepolitical economy of data. The other implication is the reconfiguration of time on electoral work.Historically, electoral work has always acted on the constitution of interpersonal relations with the intention of the electoral campaign to be able to obtain information about certain electoralconjunctures. The integration of the electoral process to the political economy of data means that theinfrastructure of digital media services assumes an intermediation role in the production of theserelationships and, as a consequence, accelerates the dynamics of collection, processing, and analysis ofvoter data within the scope of the electoral campaign. The methodology developed for the constructionof this thesis is based on a comparative analysis between the electoral process in Brazil in 2018 and theelectoral process in Argentina in 2019. The analysis prioritizes the actors involved in presidential andfederal parliamentary campaigns; and the electoral justice of each country. Both elections integrate thesame phenomenon, the development of the political economy of data in the 21st century, composing ahistory of electoral episodes that influence and are influenced by the maturation of the imperative ofdata extraction logic. The collection of information to produce the thesis analysis was based on theconduct of 26 qualitative interviews with agents involved in both electoral processes. The documentsanalyzed were the electoral regulations as well as regulations related to the topic of data protection ineach country. The thesis also analyzes documents from Google, Facebook, and Twitter regarding thesecompanies' policies on elections.pt_BR
dc.contributor.emailaarnsgonzales@gmail.compt_BR
Appears in Collections:IPOL - Doutorado em Ciência Política (Teses)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/43319/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.