Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/40816
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_RaianSouzaSantos.pdf2,22 MBAdobe PDFView/Open
Title: Pego nas forças armadas : a dissidência sexual militar pensada nos quartéis da ditadura (1964-1985)A dissidência sexual militar pensada nos quartéis da ditadura (1964-1985)
Authors: Santos, Raian Souza
Orientador(es):: Barroso, Eloisa Pereira
Assunto:: Militares
Sexualidade
Dissidência militar
Desejo
Forças armadas - Brasil
Issue Date: 6-May-2021
Citation: SANTOS, Raian Souza. Pego nas forças armadas: a dissidência sexual militar pensada nos quartéis da ditadura (1964-1985). 2020. 158 f., il. Dissertação (Mestrado em História)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: Essa dissertação tem como objeto central os discursos moralizantes em torno da ocorrência de atos sexuais entre militares que foram registradas pelos órgãos de informações das Forças Armadas (FA) no período ditatorial brasileiro (1964-1985). Por meio de uma análise discursiva dos Processos de Investigação Sumária (PIS) instaurados contra militares acusados do crime de pederastia, é possível afirmar que, no período, uma série de expurgos no funcionalismo público militar foi motivada pela criminalização de práticas homoeróticas dentro, mas essencialmente, fora das instituições castrenses. Representado como um “Outro” no chão dos quartéis, sobre o militar considerado desviante, recaia as pechas de imoral, promiscuo, indecoro e fraco; termos estigmatizantes intrinsecamente ligados a um imaginário de caráter odioso em torno das homossexualidades. Nessa perspectiva, o discurso moralizante utilizado pelos agentes ditatoriais na caserna, imbricou-se com os ideais castrenses que, em geral, era o elemento que legitimava os expurgos dos considerados desviantes. A presença/ausência dos militares representados como pederastas tanto nos PIS quanto na bibliografia especializada é uma problemática estudada teoricamente nessa dissertação a partir de conceitos como imaginário social (BACZKO, 1985), representação (HALL, 2016) e desejo (GUATTARI, 1996). Levando em conta que as sexualidades consideradas dissidentes de alguma forma desestabilizavam os brios dos agentes ditatoriais, recorri aos conceitos de sexualidade (FOUCAULT, 1977) e afetos políticos (ANSART, 2019). Concebendo os quartéis militares no período ditatorial como espaços de “desvio”, onde se localizavam indivíduos cujo comportamento “desviava” em relação à média ou à norma exigida, utilizei o conceito foucaultiano de heterotopia (FOUCAULT, 1984).
Abstract: This dissertation has as its central object the moralizing speeches about the occurrence of sexual acts among the military that were registered by the Armed Forces (FA) information organs during the Brazilian dictatorial period (1964-1985). Through a discursive analysis of the Summary Investigation Processes (PIS) instituted against soldiers accused of the crime of child abuse, it is possible to state that, in the period, a series of purges in the military public service was motivated by the criminalization of homoerotic practices within, but essentially , outside the military institutions. Represented as an "Other" on the floor of the barracks, on the military man considered deviant, falls on the charges of immoral, promiscuous, indecent and weak; stigmatizing terms intrinsically linked to an odious character imagery around homosexualities. In this perspective, the moralizing discourse used by the dictatorial agents in the barracks, interwoven with the Castro ideals, which, in general, was the element that legitimized the purges of those considered deviants. The presence / absence of the military represented as pederasts both in the PIS and in the specialized bibliography is a problem that was theoretically seen in this dissertation from concepts such as social imaginary (BACZKO, 1985), representation (HALL, 2016) and desire (GUATTARI, 1996 ). Taking into account that sexualities considered dissenting in some way destabilized the dignities of dictatorial agents, I resorted to the concepts of sexuality (FOUCAULT, 1977) and political affections (ANSART, 2019). Conceiving the military barracks in the dictatorial period as spaces of “deviation”, where individuals whose behavior “deviated” from the average or the required norm were located, I used the Foucaultian concept of heterotopy (FOUCAULT, 1984)
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:HIS - Mestrado em História (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/40816/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.