Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/40631
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_LucasBritodeLima.pdf2,23 MBAdobe PDFView/Open
Title: Política sexual do Bolsonarismo
Authors: Lima, Lucas Brito de
metadata.dc.contributor.email: lbritodelima@gmail.com
Orientador(es):: Lima, Carlos Alberto Ferreira
Assunto:: Política sexual
Bolsonarismo
Psicologia de massas
Comportamento sexual
LGBTI+
Bolsonaro, Jair Messias, 1955- política e governo
Issue Date: 23-Apr-2021
Citation: LIMA, Lucas Brito de. Política sexual do Bolsonarismo. 2020. 245 f., il. Dissertação (Mestrado em Política Social)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: Questões sobre o comportamento sexual e a sexualidade em geral têm sido amplamente debatidas em processos eleitorais ao redor do mundo, especialmente a partir da crise econômica internacional aberta em 2007/2008, sendo uma característica de políticos e grupos de extrema direita. No Brasil, nas eleições de 2018, esse processo teve larga expressão, quando ocorreu importante disputa sobre o comportamento sexual e a organização da sexualidade e do gênero, envolvendo a utilização de fake news para a disseminação do pânico moral/sexual voltado contra a diversidade de gênero e de orientação sexual. Trata-se de uma pesquisa sobre os sentidos da política sexual de orientação conservadora defendida pelo então candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro – e seus apoiadores – durante a campanha eleitoral de 2018, no Brasil - na qual Bolsonaro foi eleito -, nos marcos da psicologia de massas do fenômeno psicossocial e político do bolsonarismo. O então candidato Jair Bolsonaro e seus aliados desenvolveram uma campanha conservadora que mobilizou afetos e logrou engajamento político de apoiadores, além de conquistar votos. Por meio de um estudo sobre a importância de temas sexuais para o padrão da propaganda bolsonarista, procedeu-se à análise qualitativa das múltiplas determinações do sentido da disputa sexual do bolsonarismo, ambientada na situação política e econômica do país, prioritariamente no período que se estende entre os anos de 2014 e 2018. Constatou-se que a defesa de uma política sexual de tipo conservadora feita por políticos bolsonaristas está em consonância com interesses geopolíticos e econômicos das frações majoritárias da burguesia que apoiaram o golpe de Estado de 2016 – que destituiu a presidente eleita do Brasil Dilma Rousseff – e impulsionam uma agenda de contrarreformas no Estado brasileiro que tem retirado direitos conquistados pelas lutas da classe trabalhadora, visando novo padrão de exploração da força de trabalho no país, bem como o seu reposicionamento na divisão internacional dos Estados. Ainda, verificou-se que o sentido reacionário da política sexual defendida por Bolsonaro está em estreita relação com o curso autoritário sobre o regime político brasileiro ampliado a partir do golpe de 2016. Por fim, observou-se a importância da agitação de temas sexuais, bem como as expressões da repressão sexual na sociedade, em especial nas classes médias, para a conformação e mobilização da base de apoio de Jair Bolsonaro, configurada em um movimento de massas tratado por bolsonarismo. Portanto, considerou-se que, para a superação do curso reacionário sobre a política sexual aplicada no país, são necessárias estratégias que abordem a disputa sociossexual brasileira alicerçadas em um programa proletário para um regime sexual livre e saudável na sociedade, atrelado aos interesses também proletários de organização da produção e distribuição das riquezas, assim como das relações políticas na sociedade.
Abstract: Sexual behavior matters and sexuality in general have been widely debated in electoral processes around the world, especially since the international economic crisis started in 2007/2008, being a characteristic of politicians and far-right groups. In Brazil, in the 2018 elections, this process was widely expressed, when an important dispute about sexual behavior and the organization of sexuality and gender occurred, involving the use of fake news in order to disseminate moral/sexual panic targeting gender diversity and sexual orientation. This is a research on the meanings of sexual policy of conservative orientation defended by the then presidential candidate Jair Bolsonaro – and his supporters – during the 2018 election campaign in Brazil - in which Bolsonaro was elected - in the landmarks of the mass psychology of the psychosocial and political phenomenon of bolsonarism. The then candidate Jair Bolsonaro and his allies developed a conservative campaign that mobilized affections and achieved political engagement of supporters, in addition to winning votes. Through a study on the importance of sexual themes on the bolsonarist propaganda standards, it was made a qualitative analysis of the multiple determinations of the meaning of the sexual dispute of bolsonarism, set in the political and economic situation of the country, primarily in the period that extends between the years 2014 and 2018. It was found that the defense of a sexual policy of a conservative type made by bolsonarists politicians is in line with geopolitical and economic interests of the majority fractions of the bourgeoisie group that supported the 2016 coup d'état – which deposed the elected president of Brazil Dilma Rousseff – and boosted an agenda of counter-reforms in the Brazilian state that has been taking away rights won by the struggles of the working class, aiming a new standard of exploitation of the labor force in the country, as well as its repositioning in the international division of states. Furthermore, it was found that the reactionary sense of sexual policy advocated by Bolsonaro is in close relation with the authoritarian course on the Brazilian political regime expanded since the 2016 coup. Finally, it was observed the importance of the agitation of sexual themes, as well as the expressions of sexual repression in society, especially in the middle classes, for the conformation and mobilization of Jair Bolsonaro support base, configured in a mass movement treated by bolsonarism. Therefore, it was considered that, in order to overcome the reactionary course on the sexual policy applied in the country, strategies are needed that address the Brazilian sociosexual dispute based on a proletarian program for a free and healthy sexual regime in society, tied to the proletarian interests of organizing the production and distribution of wealth, as well as the political relations in society.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Serviço Social, Programa de Pós-Graduação em Política Social, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:SER - Mestrado em Política Social (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/40631/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.