Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/40308
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_CamilaCembrollaTelles.pdf23,08 MBAdobe PDFView/Open
Title: Produção orgânica do taro [Colocasia esculenta (L.) Schott] : componentes da produção, análise econômico-financeira e qualidade pós-colheita
Authors: Telles, Camila Cembrolla
Orientador(es):: Junqueira, Ana Maria Resende
Assunto:: Colocasia esculenta (L.) Schott
Rizomas
Adubação orgânica
Taro - cultivo
Issue Date: 24-Mar-2021
Citation: TELLES, Camila Cembrolla. Produção orgânica do taro [Colocasia esculenta (L.) Schott]: componentes da produção, análise econômico-financeira e qualidade pós-colheita. 2020. xviii, 134 f., il. Tese (Doutorado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: O taro (Colocasia esculenta) é uma hortaliça não convencional originária da Ásia. Juntamente com a batata inglesa, compõe o grupo das amiláceas, as quais fazem parte da base alimentar da maioria da população mundial. É uma hortaliça caracterizada pela rusticidade, o que possibilita seu cultivo em condições edafoclimáticas adversas. A produtividade dos rizomas do taro é bastante variável em função dos diferentes tipos de manejo e cultivares; de qualquer modo, possui elevada produção por unidade de área e demanda pouca mão de obra durante seu cultivo. A condução e o processamento do taro são práticas realizadas com base em conhecimento empírico ou por adaptação do manejo empregado em outras culturas tuberosas. O que se observa é que essa espécie tem sofrido pouca investigação científica, e pouco se sabe sobre técnicas de manejo, viabilidade econômica do cultivo, qualidade e potencial de armazenamento dos rizomas. Com efeito, o objetivo deste trabalho foi avaliar a viabilidade técnica e econômica e a qualidade físico-química dos rizomas de taro cultivado sob diferentes fontes de fertilização. O experimento foi conduzido no período de 2016 a 2019, na Fazenda Água Limpa da Universidade de Brasília (FAL-UnB), e abrangeu avaliações em campo e laboratório, assim como a análise estatística de dados. Para este estudo, foram cultivados dois ciclos de taro, sendo a área experimental segmentada em parcelas, em cada qual foi realizado um tratamento distinto. O primeiro ciclo, no qual foi avaliada a viabilidade técnica e econômica do cultivo, recebeu fertilização dos tipos mineral e orgânica (esterco bovino e cama de frango), sendo esta em diferentes concentrações para cada parcela experimental correspondente, além do controle (sem adubação). O segundo ciclo, por seu turno, foi tratado tão somente com diferentes concentrações de fertilização orgânica (esterco bovino e cama de frango) e através de controle (sem adubação); avaliou-se, além da viabilidade técnica e econômica do cultivo, a qualidade físico-química dos rizomas na data da colheita e a influência do período de armazenamento na qualidade dos rizomas. A aplicação de menores concentrações de esterco animal, associada ao pré-cultivo de adubos verdes, é suficiente para assegurar uma maior produção de rizomas de taro com elevado teor de amido, em razão de sua rusticidade. Recomenda-se a adubação com 1,8 kg m-2 de esterco bovino ou 0,54 kg m-2 de cama de frango, inclusive, mediante aproveitamento do adubo disponível na própria propriedade, associada ao pré-cultivo de adubos verdes. A adubação com esterco bovino proporciona maior tempo de armazenamento da cultura não convencional em temperatura ambiente. A produção orgânica de taro é técnica e economicamente viável.
Abstract: Taro (Colocasia esculenta) is a nonconventional vegetable from Asia. Together, with the potato, it makes up the group of starches, which form part of the food base of the majority of the world population. It is a vegetable characterized by rusticity, which allows its cultivation in adverse edaphoclimatic conditions. The productivity of taro rhizomes is quite variable depending on the different types of management and cultivars. In any case, it has high production and requires little manpower during its cultivation. The handling and processing of taro are practices based on empirical knowledge or by adapting the management used in other tuberous cultures. What is observed is that this species has little scientific investigation, and little knowledge about management techniques and economic feasibility of cultivation, quality and rhizome storage potential. In effect, this work aimed to evaluate the technical and economic feasibility and the physical-chemical quality of the rhizomes of taro grown under different sources of fertilization. The experiments were performed from 2016 to 2019, at the Água Limpa Farm, University of Brasília (FAL- UnB), and included field and laboratory evaluations, as well as statistical data analysis. For this study, two cycles of taro were cultivated, with the experimental area segmented into plots, in which each treatment was carried out separately. The first cycle, in which the technical and economic feasibility of the cultivation was evaluated, received mineral and organic fertilization (tanned bovine manure and chicken litter), which was in different concentrations for each corresponding experimental plot, in addition to the control (without fertilization). The second cycle was treated only with different concentrations of organic fertilization (bovine manure and chicken litter) and through control (without fertilization). In addition to the technical and economic feasibility of the cultivation, the physico-chemical quality of the rhizomes at the date of harvest and the influence of the storage period on the quality of the rhizomes were evaluated. The application of lower concentrations of animal manure, associated with the pre-cultivation of green fertilizers, is sufficient to ensure a greater yield of taro rhizomes with a high starch content, due to their rusticity. Fertilization with 1.8 kg m-2 of tanned bovine manure or 0.54 kg m-2 of chicken litter is recommended, including using the fertilizer available on the property, associated with the pre-cultivation of green fertilizers. Fertilization with tanned bovine manure provides longer storage time for non- conventional culture at room temperature. Organic taro production is technically and economically viable.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF).
Appears in Collections:FAV - Doutorado em Agronomia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/40308/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.