Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/38049
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_TetosParedesVidro.pdf722,93 kBAdobe PDFView/Open
Title: Os tetos e as paredes de vidro da administração pública federal brasileira (1995–2017)
Authors: Xavier, Elaine de Melo
Yannoulas, Silvia Cristina
Assunto:: Divisão sexual do trabalho
Setor público
Ocupações
Política pública - Brasil
Issue Date: 16-Feb-2019
Publisher: Associação Brasileira de Estudos do Trabalho (ABET)
Citation: XAVIER, Elaine de Melo; YANNOULAS, Silvia Cristina. Os tetos e as paredes de vidro da administração pública federal brasileira (1995–2017). Revista da ABET, v. 18, n. 2, jun./dez. 2019. DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1676-4439.2019v18n2.44259. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/abet/article/view/44259. Acesso em: 09 jun. 2020.
Abstract: O estudo das “barreiras invisíveis” que limitam a atuação e o desenvolvimento profissional das mulheres motivou o surgimento de diversas metáforas na literatura especializada, como as incluídas neste artigo. Nos interessa mostrar como os tetos e as paredes de vidro se apresentavam no âmbito da administração pública federal brasileira entre os anos de 1995 e 2017 e discutir algumas das medidas levadas a cabo pelo governo federal para enfrentar desigualdades de sexo/gênero no espaço público/produtivo. Para tanto, a primeira seção do artigo analisa a inserção das mulheres no serviço público federal com base nas estatísticas disponíveis, coletadas e sistematizadas especificamente para mostrar as “barreiras invisíveis”; a segunda seção tece breves comentários quanto aos programas de promoção da igualdade nos espaços de trabalho (público e privado) implementados pelo governo federal no período analisado; e a terceira seção apresenta considerações finais, destacando as conquistas e as pendências existentes.
Abstract: The study of the "invisible barriers" that limit the performance and the professional development of women motivated the arising of several metaphors in the specialized literature, such as those included in the title of this article. We are interested to show how “glass ceilings and walls” appeared within the scope of the Brazilian federal public administration between 1995 and 2017, as well as to discuss some of the measures taken by the federal government to address gender discrimination in the public/productive space. Therefore, the first section of the article analyzes the insertion of women into the federal public service based on available statistics, collected and systematized specifically to show the “invisible barriers”; the second section briefly comments about the equality promotion programs in the public and private workplaces implemented by the federal government in the period analyzed; and the third section presents final considerations, highlighting the achievements and the unsettled issues.
Licença:: Autorização concedida ao Repositório Institucional da Universidade de Brasília pelos editores da Revista ABET, em 08 de junho de 2020, para disponibilizar o artigo Os tetos e as paredes de vidro da administração pública federal brasileira (1995–2017), de acordo com a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. (CC BY-NC 4.0)
DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1676-4439.2019v18n2.44259
Appears in Collections:SER - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/38049/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.