Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37096
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1998_KleberCavalcantiCabral.pdf32,6 MBAdobe PDFView/Open
Title: Análise local e global da resistência ao esforço cortante de vigas com e sem apoios em dente
Authors: Cabral, Kleber Cavalcanti
metadata.dc.contributor.email: mailto: kleber.cabral@ufersa.edu.br
Orientador(es):: Nagato, Yosiaki
Assunto:: Concreto armado
Vigas
Cisalhamento
Apoio em dente
Issue Date: 11-Mar-2020
Citation: CABRAL, Kleber Cavalcanti. Análise Local e global da resistência ao esforço cortante de vigas com e sem apoios em dente. 1998. xxvii, 176 f., il. Dissertação (Mestrado em Estruturas)—Universidade de Brasília, Brasília, 1998.
Abstract: A resistência ao esforço cortante de vigas de concreto armado com e sem apoios em dente vem sendo estudada ao longo dos anos, e, apesar da quantidade e variedade de estudos já realizados, algumas questões ainda persistem sem respostas claras e definitivas. Este trabalho dá continuidade a uma linha de pesquisa cujo objetivo principal é estudar em laboratório o comportamento de modelos representativos da escora junto ao apoio em dente de uma viga, com tipos alternativos de armaduras determinadas a partir de uma modelagem local com escoras e tirantes simulando o espraiamento da escora original. Foram ensaiados 15 blocos cuja forma procura reproduzir a escora geralmente assumida na extremidade da viga com apoio em dente. Foram considerados 3 ângulos de inclinação da escora (30°, 45° e 60°), e foram ensaiados blocos sem armadura, com armadura normal ao eixo da escora e com armaduras correspondentes a estribos verticais e a grampos ou estribos horizontais na viga. Os ensaios dos blocos permitiram constatar-se que ocorre um espraiamento da escora, mas parece que tais ensaios não representam bem o comportamento real da escora principal do dente da viga. Com o objetivo de complementar o conhecimento sobre os mecanismos de resistência ao esforço cortante de vigas de concreto armado, foram ensaiadas também 5 vigas de altura constante, com a mesma armadura longitudinal principal, sendo uma viga sem armadura transversal, uma só com armadura longitudinal complementar distribuída ao longo da altura (armadura de pele), uma só com estribos verticais, uma com estribos verticais e armadura de pele, e uma sem armadura transversal e tendo na zona de compressão do vão de cisalhamento duas chapas lubrificadas cujo objetivo seria eliminar a parcela do esforço cortante resistente dessa região e permitir a medição do efeito conjugado de engrenamento dos agregados e de ação de pino da armadura longitudinal. Os ensaios das vigas mostraram que a armadura de pele aumenta a resistência à flexão das vigas e aumenta substancialmente a resistência ao esforço cortante da viga sem armadura transversal.
Abstract: The shear strength of reinforced concrete beams with or without dapped ends have been studied trough the years but. despite the quantity and the variety of available results some questions still remain without definitive and clear answers. The main objective of this experimental research work was to study the behaviour of models planned to simulate the main strut irradiating from the support of a beam with dapped end, with alternative types of reinforcement derived from a local modelling with a strut-and-tie model equivalent to the original main strut. 15 model blocks were tested, trying to simulate the main strut at the dapped end with 3 different strut inclination. Some models were unreinforced. and others were reinforced with vertical or/and horizontal stirrups or with inclined stirrups perpendicular to the original strut axis. The tests of the model blocks lead to the conclusion that the spreading of the main strut takes place as described in the related literature. but this kind of test seems not to represent adequatelv the real behaviour of the strut in the dapped end of a beam. As a complementary study, five beams without dapped ends were also tested in order to study the shear resisting mechanisms. The main longitudinal reinforcement was kept constant. One beam had no transverse reinforcement. the second one had only aditional longitudinal reinforcement distributed along the height of the beam, the third one had only vertical stirrups, the fourth one had both vertical stirrups and longitudinal reinforcement along the height and the last beam had neither transverse reinforcement nor aditional longitudinal reinforcement, but had two lubricated Steel plates in the compression zone within the shear span and close to the load point in order to cancel the shear resisted by the concrete in that zone. From the beam tests it was concluded that the aditional longitudinal reinforcement placed along the height of the beam increases the tlexural strength and also increases significantly the shear strength of a beam without transverse reinforcement.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil, 1998.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:ENC - Mestrado em Estruturas (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/37096/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.