Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/36181
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_GabrielaSpoltidaSilva.pdf1,39 MBAdobe PDFView/Open
Title: Uso de agonistas de receptores de reconhecimento padrão (PRRS) na modulação da atividade de células dendríticas e da resposta imunológica de camundongos infectados com Paracoccidioides brasiliensis
Authors: Silva, Gabriela Spolti da
Orientador(es):: Bocca, Anamélia Lorenzetti
Assunto:: Paracoccidioides brasiliensis
Sistema imunológico
Células dendríticas
Micoses - Paracoccidioides brasiliensis
Micoses - tratamento
Issue Date: 21-Jan-2019
Citation: SILVA, Gabriela Spolti da. Uso de agonistas de receptores de reconhecimento padrão (PRRS) na modulação da atividade de células dendríticas e da resposta imunológica de camundongos infectados com Paracoccidioides brasiliensis. 2018. 66 f., il. Dissertação (Mestrado em Patologia Molecular)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: A paracoccidioidomicose (PCM) é uma micose sistêmica, causada pelo fungo termodimórfico Paracoccidioides brasiliensis, adquirida pela inalação de propágulos da forma miceliana, presentes no solo. O desenvolvimento da doença depende de fatores do fungo, como mecanismos de evasão, além de fatores do hospedeiro. Nesse contexto, o desenvolvimento de uma resposta imune adaptativa com predominância de linfócitos T auxiliares do tipo 1 é considerada adequada e associada a resistência à PCM em modelos murinos e em humanos. A resposta adaptativa é iniciada e direcionada principalmente por células dendríticas (DCs) após o reconhecimento de padrões moleculares de patógenos. Assim, este trabalho avalia a capacidade imunomodulatória de dois agonistas de receptores de reconhecimento padrão (PRRs) sobre DCs. Para isso DCs foram infectadas com P. brasiliensis e tratadas com agonistas de PRRs Zymosan e Pam3csk4, que são respectivamente ligantes de Dectina-1/TLR-2 e TLR-2. Observou-se que, em geral, o tratamento induz a uma modulação de diversas atividades de DCs infectadas com o fungo. Foi observado o aumento da produção de citocinas, como TNF-α, IL-6 e IL-1β, a indução significativa da maturação das DCs, que em geral é inibida pelo P. brasiliensis. Além disso, o tratamento induziu o desenvolvimento de um perfil de citocinas associadas a resposta com predominância de linfócitos Th1. Ainda foi observada a capacidade do fungo de inibir a produção de IL-12p70 por DCs pela redução da transcrição do gene il12a, que codifica a subunidade específica p35 dessa citocina. Finalmente, a administração de zymosan em camundongos infectados pelo P. brasiliensis resultou na diminuição significativa da carga fúngica.
Abstract: Paracoccidioidomycosis (PCM) is a systemic mycosis caused by the thermally dimorphic fungus Paracoccidioides brasiliensis. It is acquired by the inhalation of propagules pf the mycelial form from the soil from the soil. The development of the disease depends on fungus features such as evasion mechanisms, and of host factors. In this context, the development of an adaptative immune response with a predominance of type 1 helper T lymphocytes is considered adequate and associated with resistance to PCM in murine models and in humans. The adaptive response is initiated and directed mainly by dendritic cells (DCs) after the recognition of pathogens molecular patterns. In this context this work evaluates the immunomodulatory capacity of three pattern recognition receptor (PRR) agonists on DCs during interaction with P.brasiliensis. DCs were infected with P. brasiliensis and treated with PRRs agonists Zymosan, Zymosan Depleted and Pam3csk4, wich are bound respectively to Dectin-1/TLR-2, only Dectin-1 and only to TLR-2. It was observed that, in general, the treatment induces a modulation of various functions of fungal infected DCs. It was observed increased production of cytokines, such as TNF-α, IL-6 and IL-1β and significant induction of maturation DCs, which in general is reduced by P. brasiliensis. Furthermore, the treatment induced the development of a cytokines profile associated with Th1 response predominance of lymphocytes. Furthermore, this work demonstrated the capacity of the fungus to inhibit IL-12p70 production by DCs, via reduction of the il12a gene transcription that encodes the specific p35 subunit of this cytokine. Lastly, the administration of zymosan in mice infected with P. brasiliensis led to a significant reduction of the fungal burden in the lung and spleen.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FMD - Mestrado em Patologia Molecular (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/36181/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.