Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/19484
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_LaraRosanaVieiraSilva.pdf3,75 MBAdobe PDFView/Open
Title: Determinação de variações morfométricas em impressões digitais de idosos : estudo longitudinal retrospectivo
Authors: Silva, Lara Rosana Vieira
Orientador(es):: Kückelhaus, Selma Aparecida Souza
Assunto:: Biometria
Morfometria
Impressão digital
Idosos
Identificação papiloscópica
Issue Date: 12-Feb-2016
Citation: SILVA, Lara Rosana Vieira. Determinação de variações morfométricas em impressões digitais de idosos: estudo longitudinal retrospectivo. 2015. 88 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: A biometria tem sido cada vez mais empregada como forma de dispositivo de segurança, sendo a autenticação ou a identificação por meio das impressões digitais um dos métodos mais comumente empregados. Nas perícias forenses de identificação papiloscópicas, os sistemas automatizados são associados à análise criteriosa do especialista. A expectativa de vida vem aumentando gradativamente e isso implica em acréscimo da população idosa. Sendo assim, faz-se necessário o aprimoramento de técnicas para identificação papiloscópicas de indivíduos idosos considerando as alterações teciduais que ocorrem com o envelhecimento. O objetivo deste estudo foi determinar variações qualitativas e quantitativas em impressões digitais coletadas de indivíduos idosos em comparação aos seus padrões obtidos quando adultos. O trabalho desenvolvido foi um estudo longitudinal retrospectivo descritivo em 40 indivíduos (20 homens e 20 mulheres). Para obtenção das impressões dos idosos, foi empregado o método de entintamento das polpas digitais e registro em uma ficha de papel (individual datiloscópica); para comparação, foram localizados os prontuários arquivados no II/PCDF registrados em idade adulta; os indivíduos foram classificados conforme o interstício temporal dos registros, de 14 a 30 anos, de 31 a 40 anos e de 41 a 50 anos. Para avaliação qualitativa, as impressões foram examinadas por um especialista quanto à nitidez, visibilidade das cristas e minúcias; para obtenção de dados quantitativos, foi delimitada uma área de 1cm2 do dedo indicador direito na impressão do indivíduo idoso e a mesma área correspondente da impressão obtida em idade adulta nas quais foram contabilizadas as cristas de fricção, assinaladas as minúcias, as linhas subsidiárias e as linhas albodactilares visíveis; em seguida, os dados obtidos foram analisados de forma pareada. Os resultados obtidos demonstraram que: 1) qualitativamente, houve perda da nitidez na impressão dos idosos com redução na visibilidade das cristas de fricção, alterações pontuais na conformidade das cristas, minúcias e linhas subsidiárias e maior frequência de linhas albodactilares; 2) foi significativa a redução da mediana de cristas visíveis 18,0 na fase adulta para 15,0 dos idosos no grupo masculino, e de 17,5 para 15,0 no grupo feminino; 3) não houve diferença significativa no total de minúcias de adultos e idosos com mediana (Adulto = 25; Idoso = 22) para os homens e média±DP (Adulto = 27,0±8,7; Idoso = 27,3±8,3) para as mulheres, entretanto, considerando o interstício temporal, houve redução da média±DP no total de minúcias para a classe de 41 a 50 anos do grupo masculino, com (24,4±7,0) na fase adulta e (17,6±4,9) fase idosa (p=0,005); 4) não houve diferença na quantidade de linhas subsidiárias para homens, enquanto para mulheres foram mais encontradas na fase adulta, com mediana (1,15), do que na fase idosa (0,08) (p=0,0033); 5) a mediana de linhas albodactilares aumentou para homens e mulheres na fase idosa, de 0,0 para 2,0 para os homens (p=0,0008) e de 0,5 para 3,5 para as mulheres (p=0,0004); 6) foi possível identificar 57,5% dos indivíduos com uso exclusivo do sistema AFIS, na associação do sistema AFIS com análise do especialista foi possível determinar a identidade de 70% deles, enquanto pelo confronto direto foram identificados 90% do grupo; 7) para o grupo estudado, não houve correlação da identificação/inconclusão com as patologias, (hipertensão arterial sistêmica e diabetes), com atividade laboral danosa ou com o uso de cosméticos. Assim, o estudo mostrou que os datilogramas dos idosos sofreram alterações morfométricas no tempo transcorrido entre a obtenção dos padrões, adulto e idoso, de um mesmo indivíduo, indicando a necessidade de outros estudos para aprimoramento dos critérios analisados pelos peritos em papiloscopia e aperfeiçoamento dos sistemas automatizados de identificação.
Abstract: The biometrics has been increasingly employed as security device, in this way the authentication or identification through fingerprints has been one of the methods most commonly employed. In law enforcement agencies the automated systems are associated to a careful analysis of forensic specialist. The life expectance is increasing and this implies in elderly population growth. Therefore, it is necessary the improvement on techniques for fingerprints identification of elderly individuals considering the tissue changes that occur with aging. The objective of this study was to determine qualitative and quantitative variations in fingerprints collected from elderly subjects compared to their registers obtained in earlier age. This was a retrospective longitudinal study in 40 subjects (20 men and 20 women). In order to obtain the fingerprints of the elderly, we used the method of inking fingertips and record on a paper card; for comparison, the records stored in II / PCDF recorded in adulthood were located; the individuals were classified as temporal interstitial records from 14 to 30 years, 31-40 years and 41-50 years. Qualitative evaluation was performed by a fingerprint specialist which examined the sharpness, visibility of ridges and minutiae; to obtain quantitative data, it was bounded an 1cm2 area of right index fingerprint from the elderly and the same corresponding area from the fingerprint obtained in adulthood, then the friction ridges were counted and minutiae, interpapillarie lines and white lines (wrinckled) were marked and counted; the data were paired analyzed. The results showed that: 1) qualitatively, the fingerprint from elderly had a loss of sharpness with reduced visibility of friction ridges, specific changes in the shape of the ridges, minutiae and subsidiary lines and were more frequent white lines; 2) there was significant reduction in count ridges with median from 18,0 in adulthood to 15,0 of the elderly in the male group, and from 17,5 to 15,0 in the female group; 3) there was no significant difference in the total adult minutiae and the elderly with a median (Adult=25; Aged=22) for men and mean±SD (Adult=27,0±8,7; Elderly=27,3±8,0) for women, however, considering the temporal interstices, there was a reduction of mean ± SD of total minutiae for class 41-50 years male group, with (24.4±7.0) in adulthood and (17,6±4,9) aging stage (p=0,005). 4) there was no difference in the amount of subsidiary lines for men, while for women they were most frequent in adulthood with median (1,15) than in the older age (0,08) (p=0,0033); 5) the median of white lines increased for men and women in the older age, from 0,0 to 2,0 for men (p=0,0008) and 0,5 to 3,5 for women (p=0,0004); 6) 57,5% of individuals were identified with exclusive use of the AFIS; the fingerprint specialist analysis in association to the AFIS processing achieved 70% of their identity, while the direct comparison obtained 90% identification of the group; 7) for the studied group, there was no correlation between identification/inconclusion with pathologies (hypertension and diabetes), neither with harmful labor activity or with the use of cosmetics. Thus, the study showed that fingerprints suffered morphometric changes throughout life indicating the need for further studies to improve the criteria analyzed by fingerprint experts and the enhancement of automated fingerprint identification systems.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências Médicas, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.08.D.19484
Appears in Collections:FMD - Mestrado em Ciências Médicas (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19484/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.