Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/19055
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_CarolinaSouzaPedreira.pdf3,1 MBAdobe PDFView/Open
Title: Tecidos do mundo : almas, espíritos e caboclos em Andaraí, Bahia
Authors: Pedreira, Carolina Souza
Orientador(es):: Chaves, Christiane de Alencar
Assunto:: Devoção
Etnografia
Afro-brasileiros
Cultos afro-brasileiros
Escatologia
Issue Date: 30-Dec-2015
Citation: PEDREIRA, Carolina Souza. Tecidos do mundo: almas, espíritos e caboclos em Andaraí, Bahia. 2015. 208 f., il. Tese (Doutorado em Antropologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: Essa tese apresenta uma etnografia sobre as trajetórias de três mulheres, Hildete, Marina e Carmozina, e as relações estabelecidas por elas e por outras moradoras da cidade de Andaraí, região da Chapada Diamantina, Bahia, com almas, espíritos e caboclos, entidades presentes em seu cotidiano e que, em diferentes medidas, compõem seu modo de viver. Estas relações são estudadas a partir de dois panos de fundo: o ritual de lamentação das almas, o ‘terno das almas’, um grupo de mulheres que rezam pelas almas dos mortos durante a Quaresma até a Sexta-Feira da Paixão relembrando a morte de Jesus, do qual Hildete é a responsável; e o jarê, religião de matriz africana existente somente na Chapada Diamantina e classificado, na literatura, como ‘candomblé de caboclo’ cujos líderes espirituais são chamados de ‘curadores’ ou ‘curadeiras’. Carmozina é curadeira e dona de um dos mais importantes terreiros da cidade, Marina, por sua vez, é a segunda na hierarquia do terreiro e também participa do terno das almas comandado por Hildete. Pela lente do terno, do jarê e das trajetórias de vida, a tese busca entender os diferentes destinos que recaem sobre o espírito ou a alma depois da morte. A partir do ritual de lamentação e da devoção na qual ele se insere, observamos a vinculação entre devotas e almas na jornada anímica no Purgatório. Os destinos pós-morte dos espíritos, por sua vez, são estudados por intermédio de temas como reencarnação e a permanência ilegítima do espírito sobre a Terra, a qual é capaz de gerar doenças e perturbações nos vivos. Por fim, a tese se aproxima da relação entre os mortos e as entidades cultuadas no jarê, os caboclos, com a ajuda das mulheres que incorporam estas entidades.
Abstract: This thesis presents an ethnographical analysis on the trajectories of three women, Hildete, Marina and Carmozina, and the relationships established by them and other Andaraí city residents, located in Chapada Diamantina, Bahia, with souls, spirits and caboclos, entities that are present in their lives and that made their way of life. These relationships are studied from two backgrounds: the mourning ritual called terno das almas, a group of women who pray for the souls of the dead during Lent until the Friday of the Passion recalling the death of Jesus, which Hildete is responsible; and the jarê, African matrix religion that only exists in Chapada Diamantina and is classified in the literature as candomblé de caboclo, whose spiritual leaders are called curadores or curadeiras. Carmozina is curadeira and owner of one of the most important terreiros of the city; Marina is the second in the hierarchy of the terreiro and attends the ritual leaded by Hildete. By the path of the mourning ritual, the jarê and women’s life trajectories, the thesis seeks an understanding of different destinations of spirits and souls after death. From the mourning ritual and devotion, we observe links between the devotees of the Holy Souls and the journey of the soul in Purgatory. The postmortem destinations of spirits, in turn, are studied through themes such as reincarnation and the illegitimate permanence of the spirit on Earth that is capable of causing diseases and other disorders in living humans. Finally, the thesis examines aspects of the relationship between the dead and the caboclos from the point of view of women engaged in jarê religion.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.02.T.19055
Appears in Collections:Artigos publicados em periódicos
DAN - Doutorado em Antropologia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19055/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.