Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/17472
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EVENTO_PavilhaoOca2.pdf1,32 MBAdobe PDFView/Open
Title: O pavilhão OCA 2 da Universidade de Brasília : a adaptação do patrimônio moderno às exigências de acessibilidade universal
Authors: Ferreira, Oscar Luís
Máximo, Marco Aurélio da Silva
Assunto:: Patrimônio cultural - Brasília (DF)
Arquitetura moderna - Brasília (DF)
Acessibilidade
Autenticidade
Issue Date: Apr-2014
Citation: FERREIRA, Oscar Luís; MAXIMO, Marco Aurélio. O pavilhão OCA 2 da Universidade de Brasília: a adaptação do patrimônio moderno às exigências de acessibilidade universal. In: CONGRESSO LATINO-AMERICANO REHABEND, 2014, Santander, España. Anais... Santander: Universidad de Cantabria, 2014.
Abstract: O pavilhão OCA-2 faz parte do núcleo inicial da Universidade de Brasília – UnB e foi construído em 1962, apenas um ano depois da criação da universidade. O pavilhão, juntamente com outro edifício de execução similar, abrigou professores e estudantes dos primeiros cursos. Suas peças foram pré-fabricadas, de acordo com projeto e supervisão do arquiteto Sérgio Rodrigues. A edificação é parte de um projeto precursor iniciado por Oscar Niemeyer e João Filgueiras Limas, o Lelé, para a construção dos principais edifícios do campus, em especial o emblemático Instituto Central de Ciências – ICC. O edifício apesar de ser uma experiência pioneira, em termos de sistema construtivo, não recebeu nestes mais de 50 anos qualquer manutenção significativa. As mudanças de uso foram grande fonte de danos, geraram carregamento excessivo e acréscimos em estrutura convencional alteraram as características estéticas da edificação e introduziram sérias patologias, como infiltrações. Apresenta problemas estruturais como recalques de fundação, bem como ataque por cupins e insetos xilófagos além de pragas, como ratos. Atualmente é a sede da coordenadoria de proteção do patrimônio, que em 2005 solicitou o abandono do prédio em razão das condições precárias. Aguardando atualmente intervenções de restauro e adaptações para um novo uso -abrigar o Museu do Mobiliário Moderno-, o OCA-2 oferece-nos a oportunidade de discutirmos questões fundamentais da preservação do patrimônio moderno e recente. A adaptação a novos usos exige o atendimento às normas de segurança e de acessibilidade. No entanto como realizar adaptações sem ferir os princípios que norteiam a arquitetura moderna e, portanto, sua autenticidade. Visando contribuir para esta discussão, este artigo apresenta um estudo com o uso da ferramenta metodológica de avaliação aplicada ao edifício, a Matriz de Autenticidade e Acessibilidade, cujo objetivo é coletar e qualificar informações da edificação, proporcionando um arcabouço criterioso para a intervenção.
Licença:: Autorização concedida ao Repositório da Universidade de Brasília (RIUnB) pelo autor, em 08 de janeiro de 2015.
Appears in Collections:TEC - Trabalhos apresentados em eventos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/17472/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.