Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/16725
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_LeilaLopesMizokami.pdf27,6 MBAdobe PDFView/Open
Title: Estudo morfológico comparativo das superfícies epidérmica e dérmica : perspectivas na identificação necropapiloscópica
Authors: Mizokami, Leila Lopes
Orientador(es):: Kückelhaus, Selma Aparecida Souza
Coorientador(es):: Galvão, Malthus Fonseca
Assunto:: Medicina legal
Prática forense
Datiloscopia
Identificação
Mortos
Impressão digital
Issue Date: 4-Nov-2014
Citation: MIZOKAMI, Leila Lopes. Estudo morfológico comparativo das superfícies epidérmica e dérmica: perspectivas na identificação necropapiloscópica. 2014. 91 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: A identificação humana é fundamental para permitir a titularidade e a sucessão de bens, para determinar a extinção da punibilidade ou mesmo para desencadear a investigação policial. Na prática forense, a putrefação dos cadáveres dificulta a coleta das impressões digitais da epiderme, restando o padrão da derme para o registro dos desenhos digitais. Logo, considerando que a identificação de cadáveres pode ser realizada pelo confronto de impressões de superfícies distintas, esse estudo buscou expor adequadamente a derme papilar e comparar as impressões digitais da derme com as da epiderme para determinar coincidências e divergências entre ambas. O estudo foi conduzido com 20 cadáveres adultos removidos ao Instituto de Medicina Legal da Polícia Civil do Distrito Federal. Depois de selecionados, excisados e fotografados, os quirodáctilos foram submetidos ao método de maceração química com KOH 1 M e ácido acético (0,04 M, 0,08 M ou 0,16 M) para definir a solução mais adequada. Depois de selecionada a solução, os quirodáctilos (n=20) foram imersos em solução de ácido acético 0,08 M até a remoção integral do retalho cutâneo e em seguida lavados e corados com azul de toluidina a 1% para registro dos desenhos digitais da derme. Uma área de 1 cm2 das superfícies epidérmica e dérmica foi selecionada para marcação das minúcias por um perito em identificação. Os resultados deste estudo mostraram que: 1) a maceração pelo KOH não foi eficaz para expor a derme e danificou os desenhos digitais; 2) o ácido acético (0,08 M) foi eficaz no destacamento luva epidérmica e na preservação dos desenhos digitais da derme papilar; 3) o destacamento da luva epidérmica ocorreu em 19 dos quirodáctilos (95%), na região da interface da derme papilar com a epiderme; 4) a derme papilar apresentou, intra e inter quirodáctilos, papilas dérmicas com variações quantitativas, morfológicas e quanto ao arranjo, mas foram mantidos os padrões de arcos, verticilos ou presilhas em ambas as superfícies; 5) o total de minúcias marcadas nas impressões dérmicas e epidérmicas não diferiu entre ambas as superfícies para o grupo de quirodáctilos/indivíduos; 6) o confronto de minúcias das superfícies correspondentes mostrou um percentual de coincidências de 63,0%±20,0%, mas também um percentual de divergências de 37,0%±20,0%; 7) a positivação de identificação foi possível em 16 quirodáctilos/indivíduos (84,2%), mas não para 3 (15,8%), devido à baixa qualidade da impressão dérmica ou ao alto percentual de divergências. Assim, o estudo mostrou a viabilidade da utilização de impressões digitais dérmicas na identificação de cadáveres considerando o alto percentual de coincidências entre minúcias. As divergências entre minúcias e a impossibilidade de positivação de identificação em três dos quirodáctilos analisados sinalizam para estudos complementares voltados para aprimorar as técnicas de identificação de cadáveres ou mesmo para implantar novas tecnologias que garantam uma identificação rápida, segura e de baixo custo. __________________________________________________________________________ ABSTRACT
Human identification is critical for things such as facilitating succession of property, determining the extinction of punishment or triggering a police investigation. In forensic practice, the putrefaction of corpses makes it difficult to collect fingerprints from the epidermis, leaving the investigators with only the dermis for collecting fingerprints. Since identification of corpses can be done by comparing fingerprints from different skin surfaces, this study sought to expose the papillary dermis and to compare the fingerprints of the dermis with the epidermis to determine coincidences and divergences between them. The study was conducted with 20 adult cadavers removed to the Institute of Legal Medicine of the Civil Police of Federal District. Once selected, excised and photographed, the fingertips were subjected to the method of chemical maceration with 1 M KOH and acetic acid (0.04 M, 0.08 M or 0.16 M) to define the most appropriate solution. After the solution was selected, the fingertips (n=20) were immersed in 0.08 M acetic acid until the complete removal of the flap was achieved and they were then washed and stained with 1% toluidine blue for recording of the fingerprints of the dermis. An area of 1cm2 was selected from the epidermal and dermal surfaces for minutiae marking by an expert. The results showed that: 1) mashing by KOH was not effective to expose the dermis and only managed to damage the fingerprints; 2) 0,08 M acetic acid was effective for epidermal sleeve detachment and retention of the digital drawings of the papillary dermis; 3) epidermal detachment of the glove occurred in 19 of the fingertips (95%) in the interface region of the papillary dermis with the epidermis; 4) the papillary dermis showed papillae with quantitative, morphological and arrangement variations, between fingertips/individuals and to the same fingertip/individual, but the patterns of arches, loops or whorls were kept in both surfaces; 5) the total number of minutiae in the dermal and epidermal impressions marked did not differ between both surfaces for the fingertips/individuals of the group; 6) the confrontation of minutiae matching surfaces showed a percentage of coincidences of 63.0%±20.0%, but also a percentage of differences of 37.0%±20.0%; 7) positive identification was possible in 16 fingertips/individuals (84.2%), but not for 3 (15.8%), due to the low quality of the fingerprints or to the high percentage of divergence. Thus, the study showed the feasibility of using dermal fingerprint identification of corpses considering the high percentage of coincidences between minutiae. The differences between minutiae and the impossibility of identification in three of the fingertips analyzed indicate the need for improved techniques for the identification of bodies or even to deploy new technologies to ensure rapid, safe and inexpensive identification.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FMD - Mestrado em Ciências Médicas (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/16725/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.