Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/14777
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_AndreaGoncalvesDeAlmeida.pdf2,4 MBAdobe PDFView/Open
Title: Hortaliças minimamente processadas : percepção dos consumidores sobre os atributos de qualidade e evolução do mercado
Authors: Almeida, Andréa Gonçalves de
Orientador(es):: Junqueira, Ana Maria Resende
Assunto:: Hortaliças - Distrito Federal (Brasil)
Horticultura - qualidade
Produtos agrícolas - comercialização
Issue Date: 9-Dec-2013
Citation: ALMEIDA, Andréa Gonçalves de. Hortaliças minimamente processadas: percepção dos consumidores sobre os atributos de qualidade e evolução do mercado. 2013. xi, 137 f., il. Dissertação (Mestrado em Agronegócios)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: A Organização Mundial de Saúde, com o foco na prevenção de doenças e nutrição de qualidade, recomenda o consumo diário de cinco porções de vegetais, hortaliças e frutas, por pessoa. Em países europeus o consumo de hortaliças per capita ano ultrapassa 150 kg. Esse hábito de consumo deve ser estimulado em outras áreas do globo. As hortaliças e frutas “in natura” ou minimamente processadas estão em expansão e novos nichos de mercado vêm se formando. O presente trabalho teve como objetivo identificar o perfil e avaliar a percepção do consumidor de Brasília sobre os atributos de qualidade das hortaliças minimamente processadas. O trabalho visa também a identificação e caracterização dos padrões e evolução do consumo de hortaliças minimamente processadas em um intervalo de oito anos, 2005 – 2013. Os dados foram coletados junto a 400 consumidores e 15 gerentes do setor FLV em grandes redes de supermercados por meio de entrevista e aplicação de questionário. Dentre os aspectos avaliados estão perfil do consumidor, conhecimento das hortaliças minimamente processadas, preferência e motivação para compra, percepção da qualidade, tendência do mercado e evolução de vendas. A maioria dos consumidores pertence ao gênero feminino, é economicamente ativa, com nível de escolaridade superior e elevada renda familiar. Muito embora tenha sido observada a preferência pela aquisição do produto a granel e in natura, a principal motivação para a compra de hortaliças minimamente processadas é a qualidade e comodidade em 2013, enquanto em 2005 era o atendimento e localização. Em 2013, 66% dos entrevistados estão dispostos a pagar mais pelos minimamente processados comparados aos 46% em 2005. Os gerentes de FLV relatam o crescimento nas vendas e reconhecem o aumento das exigências por parte dos consumidores e consideram que isso é uma motivação para implementação de ferramentas de garantia de qualidade, aumentando a confiança do consumidor na empresa e a credibilidade nos produtos. __________________________________________________________________________ ABSTRACT
The World Health Organization, aiming disease prevention and nutrition quality, recommends five portions of vegetables per person daily. In Europe, the per capita consumption of vegetables is greater than 150 kg per year. This consumption habit must be stimulated in other areas of the world. Minimally processed vegetables (MPV) are in expansion and new market niches are being formed. This research aimed to identify the profile and consumers’ perception of quality attributes of MPV by Brazilians consumers. This research also aimed to identify consumption pattern and evolution in the interval of eight years, 2005 to 2013. Data were collected from 400 consumers and 15 supermarket managers by questionnaire application and interview. Consumer profile, consumers MPV knowledge, purchase preference and motivation, quality perception, trade tendencies and sales evolution were evaluated. The majority is of the female gender, economically active with high education level and high income. Although sorted and in nature vegetables are preferred, the main motivation to buy MPV is quality and convenience in 2013, while in 2005, sales services and sales point localization. In 2013, 66% of consumers are willing to pay more for MPV compared to 46% in 2005. FLV managers reported sales increase and their perception of consumers’ high pattern demands and consider this a motivation to the adoption of quality guarantee tools, increasing consumers’ credibility in the products and in the store.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronegócios, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Agronegócios (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/14777/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.